Seja bem vindo! O Pinguim é o seu anfitrião!

Aqui você encontra aulas de música, crônicas do dia a dia e a tira Mondo Penguim. Utilize a seção "Marcadores" ao lado para ir direto ao que lhe interessa.

E fique à vontade! A casa é sua!

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Contra Senso

A cerca de 20 anos atrás podia-se reconhecer facilmente um cristão da seguinte forma: geralmente andava pelas ruas de terno e uma Bíblia debaixo do braço. Se era de mais idade, ninguém ligava muito, mas se era um rapaz novo, todo mundo olhava. E foi nessa época que eu vivi com meus dezessete, dezoito anos.

Fui apresentado a Deus em uma fazenda, numa lindíssima noite de outono. Sem a luz da cidade para atrapalhar, o céu parecia um emaranhado de diamantes espalhados sobre um pano preto. Era algo tão bonito de se ver que a pergunta que me veio foi: “Dá pra acreditar que Deus não existe?”

Não havia nada de sobrenatural, nenhum sinal tremendo, nenhuma montanha balançando. Ali, na simplicidade do campo, diante do mar de estrelas eu passei a acreditar em Deus.

Anos depois, carregado de humanidade e influências filosóficas diversas, subi no telhado da minha casa para observar o céu noturno. Olhando para aquele mesmo mar de estrelas que me inspirou a crer em Deus, eu disse: “Deus, se o senhor existe, quero ver um sinal.” Pobre incoerente, eu queria uma prova daquilo que já estava provado.

E o que aconteceu? Nada. Não houve sinal ou prova alguma. E, apesar daquele momento de tolice, continuei crendo em Deus.

Em contrapartida, durante a minha infância conheci um homem que certo dia pegou um revólver, subiu numa árvore bem alta e desafiou a Deus gritando: “Deus, se você existe, venha me enfrentar!”

Um vento violento soprou naquele lugar dobrando a árvore de uma forma tão incompreensível que aquele homem achou que ia morrer ali mesmo. Mas não morreu. Morreu anos depois com um tumor no cérebro e, pela vida que levava, pode-se deduzir que nunca acreditou em Deus.

Fazendo um paralelo entre as duas histórias, eu continuei a crer em Deus mesmo sem provas. Aquele homem, no entanto, continuou não crendo mesmo tendo provas.

Daí tira-se duas lições:

- Fé não é fé se precisa de provas.
- Aquele que não crê em Deus, não crê mesmo que tenha todas as provas do mundo.

Na prática, vive-se o seguinte paradoxo: quanto mais você se esforça para conhecer a Deus, mais você tem provas que Ele existe. E quanto mais você procura provas da existência de Deus, mais você se distancia de conhecer a Ele.


(clique para ampliar)

6 comentários:

james disse...

.

Misericórdia, e paz, vos sejam multiplicadas, amado em Cristo, irmão Alessandro Abrahão.


Vez por outra, também trago este testemunho dos tempos de outrora (de meus idos 17/18 anos, hoje 49), onde os crentes eram conhecidos por seus trajes modestos e por sua conduta diante a sociedade...

... mas hoje, tempos modernos, a grande maioria não quer ser chamado de crente, são evangélicos!!

A prova da existência de Deus gira em torno da barganha com Este, é a prova de que Deus é Deus, não necessariamente se Ele exista, mas se derrama bênçãos ou não!!!

Outrossim, conforme nos sugeriu, trazemos em nosso humilde espaço uma nova mensagem referente a esta barganha, Dinheiro como “oferta de sacrifício”, tolice!!!.

Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses de Sua Igreja.

Fraternalmente.

James.
Jesus, o maior Amor
Comunidade "Adoradores em Casas"

...
..
.

Mônica Fontes 36 anos disse...

Deus se revela em nós.
E um dos maiores paradoxos que conheço com relação a este Deus maravilhoso o qual servimos, é que não vemos pra crer, e sim cremos pra ver.
Continue na verdadeira Paz que somente cristo dá.

james disse...

.

Misericórdia, e paz, vos sejam multiplicadas, amado em Cristo, irmão Alessandro.


Tens demonstrado que buscas entendimento do Senhor, por isso, Deus não o deixa enganado. Aleluia!!!

Louvo ao Senhor por me fazer conhecer irmãos que não dobraram seus joelhos diante homens avarentos...

Deus o abençoe e aos seus ricamente, e por sua nobre visita ao nosso humilde espaço.


Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses de Sua Igreja.

Fraternalmente.

James.
Jesus, o maior Amor
Comunidade "Adoradores em Casas"

...
..
.

Pati G. disse...

Falamos sobre isso ontem, lembra??? Ainda não tinha lido seu post. Pessoas buscam demais o extraordinário de Deus e não percebem as maravilhas que Ele faz a cada segundo em nós. Ontem vi um link de uma "escola do sobrenatural"... afff.... mil vezes afffff.... onde vamos parar????

Henrique Damasceno disse...

Fazia tempo que não lia um texto tão belo!

Que o Senhor te abençoe meu caro!

Sempre!

Alessandro disse...

Que Deus te abençoe também, Henrique!